Pesquisar neste blog

Carregando...

COMO FAZER UM ROTEIRO DE CINEMA


            Os roteiros devem ficar legíveis ao diretor, nada de economizar folhas, usar um espaçamento pequeno e falas se confundirem com descrição de cena. Imprimir frente e verso jamais. Imprima apenas na frente e com a formatação correta. Uma folha bem formatada permite que o diretor faça anotações.
             Faça uma encadernação simples de espiral, nada mais, não precisa mandar na encadernadora para fazer uma capa bonita, o que importa é o conteúdo. Se você quiser mandar o argumento do texto junto é uma boa, por ser menor há uma possibilidade do diretor lê-lo e se interessar pelo roteiro. Convenhamos é bem capaz que ele não vai ler um roteiro de um amador desconhecido, mas quem sabe com um argumento bem escrito e o roteiro bem formatado ele se não interesse por ele.
            A escritora Thalita Rebouças disse que seu marido, que também é escritor, quando mandava seus originais de seu primeiro livro para as editoras e eles voltavam com a justificativa de que não eram bons. Isso o deixava desmotivado, então decidiu fazer o que chamou de "colagem anti-depressão", é bem simples, você coloca um pingo de cola a cada dez páginas, se o diretor ler, as páginas serão descoladas por ele, se não ler e falar que não gostou você saberá se ele mentiu (achei isso um máximo).
 
Você tem uma boa ideia, mas não sabe como começar? Vou dar duas dicas:


          Faça um “argumento” antes. O argumento nada mais é do que o roteiro resumido parecido com sinopse, à diferença é  que a sinopse é mais curta. O argumento tem cerca de uma página para dez páginas de roteiro.
                   Muita gente tem uma boa ideia, mas não consegue pôr no papel, as vezes até tenha tentado, mas quando vê a página do Word em branco trava, não consegue escrever. Então faça como os profissionais. Faça um argumento antes, geralmente isso em Hollywood, o argumentista não faz o roteiro. Ele tem apenas uma boa ideia, pode ser o seu caso, quem sabe você não se revele um bom argumentista e venda sua ideia para um roteirista.
            Bom, mas se você não tentar fazer um roteiro nunca saberá se é bom nisso.
           SE VOCÊ JÁ TEM O ARGUMENTO...
            Você já tem o argumento pronto? Não vale o argumento estar na cabeça, tem que estar no papel.
            Após o argumento, a primeira coisa que você tem que se atentar é a formatação do texto.

            Os roteiristas profissionais costumam usar programas para escrever roteiros, mas eles são pagos, então vou ensinar a partir do Microsoft Word 2007 do pacote Microsoft Office. 

            Os roteiristas de Hollywood (inclusive no Brasil ) usam um formato de roteiro chamado “master scenes”, seu formato permite que a cada página do roteiro seja um minuto de filme rodado, ou seja, 90 páginas são 90 minutos de filme (comum no Brasil), e 120 páginas 120 minutos de filme.            

            Isso permite que o roteirista tenha noção do tamanho do seu roteiro, senão ele corre o risco de acabar escrevendo um curta metragem ao invés de um longa metragem.

             O formato que vou utilizar é exatamente este. Vale tanto em Hollywood como no Brasil.
             Fiz uma pequena história (simples) apenas para você entender. Por tanto não a julgue ruim.

1.      ARGUMENTO
Escreva sua história sem falas com descrição dos personagens (se for necessário).


          “Como escrevi uma ‘‘histórinha” de 7 páginas para exemplificar para você, meu argumento é curto.
          Imprima-o e comece seu roteiro a partir dele.

2.      FORMATANDO A PÁGINA
          Começando com as margens. Vá em “layout de página” > “margens” > “margens personalizadas”.

Vai a aparecer uma caixa como a figura mostra.




Superior
Esquerda
Inferior
Direita
2, 5 cm
3,0 cm
2,5 cm
3,0 cm


 O texto deve ser escrito em "Courier New". Ele está no menu “início”


            Muita atenção para o tamanho do corpo de texto.

           

            O número nas páginas é bem simples, vá ao menu “inserir” > “número de páginas” > “início da página” > “número sem formatação 3” e clique.

           
            Em seguida “primeira página diferente”, isso vai permitir que não apareça a numeração da capa.
     


            Para enumerar as páginas,  vá em “inserir”  > “número de página”  > “formatar números de páginas”  e clique.


            Vai aparecer uma caixa mude apenas o ícone “numeração de página” > “iniciar em” coloque 0 (zero). Assim a capa será a numero zero (que não aparecerá) e a primeira página do roteiro será a página de nº 1.



3.      A CAPA

            Para escrever seu título, dê oito ‘enters’, e escreva-o colocando aspas duplas com o título em ‘caps luck’, assim: “O TÍTULO”.
            O título está no oitavo parágrafo de mais um ‘enter’ e na nona linha escreva “Um roteiro de Nome e Sobrenome Completo”.


            Em baixo nas últimas linhas escreva:
           
Copyright 2XXX                                                                Endereço (seu/seu agente)
Todos os direitos reservados                                                             (000) 0000-0000
             
            Escreva “Copyright 2XXX” do lado “Endereço (seu/seu agente)” para cada um ficar do lado certo você deve apertas a tecla de espaço até o texto ficar como no exemplo, isso vale para “Todos os direitos reservados” e “(000) 0000-0000”.

            Não escolha um título muito abstrato, isso pode prejudicá-lo.


4.      A PRIMEIRA PÁGINA

            Dê cinco “enters” em MAIÚSCULO, escreva “O TÍTULO” do seu filme.
            Mais cinco “enters”, no lado esquerdo da página, em MAIÚSCULO, as palavras:

FADE IN:
          Mais dois enters, escreva o primeiro cabeçalho.

       5. AS DEMAIS PÁGINAS

1º.    O cabeçalho:
·         Onde
INT.(interior)
EXT.(exterior)

·         Precisamente onde
CASA DE JOÃO/SALA

·         Quando
DIA ou NOITE

O cabeçalho ficará assim no final:

INT. CASA DE JOÃO/SALA – DIA

       Para mudar o lugar, por exemplo, da SALA para a COZINHA, não é necessário apenas faça assim:

QUARTO,João ENTRA, pega um CDs e SAI,volta a sala.

       Mas se for mudar de INT. para EXT. mesmo que ainda for a casa dele, faça outro cabeçalho.

EXT. CASA DE JOÃO/TERRAÇO – DIA

Se você mudar o tempo (quando), deve fazer novo cabeçalho.

EXT. CASA DE JOAÕ/TERRAÇO – NOITE

            Muitos enumeram as cenas, mas não é necessário, mas se você quer colocá-la ponha a na margem esquerda, a cerca de 2 cm do cabeçalho. Mas atenção ponha apenas no final antes de imprimir, se não você corre o risco de ter que renumerá-las várias vezes.

      TRANSIÇÃO
A transição serve para mudar de cabeçalho, você pode usar as palavras:


CORTA PARA
FUSÃO PARA
MATCH PARA



            A transição indica sobre como cortar de uma cena para outra, é sempre à direita, com uma linha entre a última linha da cena anterior e o cabeçalho da cena.
CORTA PARA = corte simples.
FUSÃO PARA = para cortar lentamente de uma cena para outra, uma fica sobreposta à outra.
MATCH CUT = João esta segurando uma camisa azul e na outra cena mostra a camisa azul no seu corpo.

       Não é necessário ser posto, mas acho legal pôr, principalmente se você achar necessário para que a cena fique da forma que você deseja. Mas não se esqueça que o diretor não é você.

      Com o texto alinhado a direita em letras MAIÚSCULA. Ele fica dessa forma:

EXT. CASA DE JOAÕ/TERRAÇO – DIA

João olha para céu sem nuvens.
FUSÃO PARA
EXT. CASA DE JOAÕ/TERRAÇO – NOITE

João continua olhando para o céu, esta pensando em algo que só ele sabe.

CORTA PARA
INT. CASA DE JOÃO – QUARTO – DIA
(...)
JOÃO
Ana? Então vai dar sim. Você sabe que às vezes eu faço jantares de negócios e não dá pra sair. Combinado então, às oito horas no lugar que a gente sempre ia.
João desliga o celular pega a camisa e olha no espelho com ela na frente.
MATCH CUT

INT. RESTAURANTE – NOITE

João chega ao restaurante ele esta com a camisa azul, ele olha no relógio e são sete horas e quarenta e cinco minutos. Ele escolhe uma mesa e demonstra ansiedade.

2º.    Descrição:

       A cada vez que um personagem aparece pela primeira vez devem-se descrever suas características físicas e psíquicas. Se for importante descreva a casa dele.
      
INT. CASA DE JOÃO/SALA – DIA

A sala da casa é pequena, escura e bagunçada, há roupas espalhadas sobre os móveis e no chão.
João, homem pardo de 30 anos, barba a fazer, cabelos escuros e mal penteados, solteiro.
 
QUARTO,João ENTRA, pega um CDs e SAI,volta a sala.

            As palavras: ENTRA e SAI são usadas para descrever quando alguém entra em cena ou sai dela. Elas devem estar em MAIÚSCULA.

            Na cena abaixo você deve se atentar a duas coisas:

  •             Não repita informações que já foram ditas no cabeçalho. Isso é desnecessário, gestos que não venham a acrescentar nada também devem ser descartados. Ponha aquilo que for importante, é bem provável que você não vai estar nas gravações para falar que se esqueceu de um detalhe da roupa que é importante, então revise e não deixe de pôr detalhes estritamente necessários.
  •             Além disso na cena a baixo: “João abaixa a cabeça”.  Isso demonstra que ele sabe o que o chefe vai dizer, mas o espectador não, então essa é uma forma de mostrar para o espectador que o João sabe o motivo da bronca que vai levar.
 Não escreva:
INT. TRABALHO DE JOAÕ/ESCRITÓRIO DO CHEFE – DIA

            Mauro tem 30 anos, mas aparenta ter 50. Está com os pés em cima da mesa. João ENTRA no escritório do chefe após bater. Mauro levanta-se e olha para João, que abaixa a cabeça.

  E escreva:
INT. TRABALHO DE JOAÕ/ESCRITÓRIO DO CHEFE – DIA

     Mauro tem 30 anos, mas aparenta ter 50. Está com os pés em cima da mesa. João ENTRA após bater. Mauro levanta-se e olha para João, que abaixa a cabeça.

3º.    Descrição de câmeras

          Repetindo, você não precisa fazer isso, isso é trabalho do diretor, mas se for interessante coloque. Não coloque muitas instruções de como o ator deve agir em cena, o ator e o diretor decidirão. Isso não te impede de pôr, mas ponha pouco.

V.O. e V.S.

V.O. “voice over”: Pode ser um narrador, uma gravação na secretária eletrônica, ou alguém no outro lado do telefone, etc.
.
INT. TRABALHO DE JOAÕ/ESCRITÓRIO DO DIRETOR – DIA
(...)
O telefone toca. Mauro vira-se e atende sua secretaria.
MAURO
Pode falar. (olhando para o telefone)
Secretaria (V.O.)
Aconteceu um problema no marketing e eles precisam falar com o senhor.
V.S. “off screen” : O ator está em cena mas não está visível para a câmera.

(...)
MAURO
Se safou dessa vez, amanhã conversamos.
João SAI.
JOÃO (O.S.)
Tudo bem.

POV                                  

POV: Sigla em inglês, para  "Ponto de vista" = Serve para mostrar como o personagem olha a cena.

INT. RESTAURANTE – NOITE
(...)
João a todo o momento olha para a entrada, quando de repente.
POV DE JOÃO
Ele vê Ana entrando e vindo em sua 
direção.   
                                                  
VOLTA A CENA


CLOSE SHOT e CLOSEUP
CLOSE SHOT= mostra o rosto e os ombros do personagem (ficam em evidência)
(...)
João levanta-se e senta depois que ela se senta.
CLOSE SHOT – JOÃO
João está começando a suar, ele tenta disfarçar o nervosismo.
CLOSEUP= é um detalhe que o espectador deve ver,não necessariamente um personagem verá, mas é importante que o espectador veja.
(...)
ANA
Que bom que foi isso. Eu me senti mal quando fiquei sabendo.
CLOSEUP – MÃO DIREITA DE ANA
Há uma aliança de prata na mão direita dela.
João olha a aliança e tenta disfarçar...

INTERCUT

INTERCUT = quando o personagem do outro lado da linha telefônica aparece em outra cena.
INT. RESTAURANTE – NOITE
(...)
ANA
Alô.
INTERCUT CONVERSA TELEFÔNICA
RICARDO
Amor eu to aqui fora te esperando, você ta demorando. Aconteceu alguma coisa?
INTERCUT CONVERSA TELEFÔNICA

ANA
Não, eu já to indo.

AMBIQUIDADE E DÚVIDA

            Perceba que não pode haver ambiguidade, nem deixar nada de dúvida então:
     Não escreva:
    João levanta-se também e ao tentar segurar seu braço, derruba a garrafa de vinho. Ele a levanta e vai até ela.

            Nesse caso existem na cena apenas dois personagens, mas se houvesse um terceiro e você usa-se a palavra: “... e ao tentar segurar seu braço”, ficaria a dúvida de qual braço João segura de Ana ou do terceiro.

            E na continuação da descrição esta escrito: “Ele a levanta e vai até ela”. Quem levanta o que?Vai até quem? Não dá para saber, então muita atenção.

   E escreva:
    João levanta-se também e ao tentar segurar o braço de Ana, derruba a garrafa de vinho. Ee levanta a garrafa e vai até Ana.

      Perceba que não há ambquidade e dá para entender a cena. Isso facilita o tabalho do diretor.
          
DIALOGOS

DIALOGO SIMPLES

Nome do personagem centralizado.
dê um 'enter' e também centralizado escreva a fala.

DIALOGO SIMULTÂNEO 

PARA UM DIALOGO AO MESMO TEMPO, não tem uma palavra que demonstre. Você deve pôr os diálogos um ao lado do outro, “layout de página” > “colunas” > “dois”, e clique.

(...)
JOÃO
O QUE ACONTECEU?


                                                                ANA      RICARDO
                                                                                         BEIJO.     BEIJO.


 DIALOGOS CORTADOS POR UMA AÇÃO
      
           Se a fala do personagem for interrompido por uma ação deve-se fazer da seguinte forma:

ANA
Eu já vou.

Ana levanta-se de cabeça baixa.
JOÃO
Espera Ana...

João levanta-se também e ao tentar segurar o braço de Ana, derruba a garrafa de vinho. Ele levanta a garrafa e vai até Ana.

JOÃO (cont’d)
Eu não terminei de falar com você (...).


DIALOGOS CORTADOS POR FALTA DE ESPAÇO NA PÁGINA

       Mas agora, se a fala do personagem não couber na página, você deve escrever em baixo “(MAIS)”, já na próxima página reescreva o nome do personagem na frente à palavra "(cont’d.)".



            Mas apenas ponha-o depois da revisão do texto, provavelmente você vai alterar seu roteiro muitas vezes e pode acontecer  de estar escrito como no exemplo acima sem haver de fato uma quebra de páginas..

 6.ÚLTIMA PÁGINA

            Depois da última linha do roteiro, dê dois “enters” e escreva a palavra:

 FADE OUT.
  Mais dois “enters”, e FIM, centralizado na página. Dessa forma:

LEI TAMBÉM:

BREVE EXPLICAÇÃO SOBRE VIOLÃO


           VOLTAR AO INÍCIO
           



19 comentários:

Guilherme Camargo de oliveira disse...

Eu encontrei o que estava procurando,você é especial.Obrigado por existir me ajudou muito.

Guilherme Camargo de oliveira disse...

Excelente, você me ajudou muito, obrigado sua explicação ficou perfeita.

JOÃO HENRIQUE PEREIRA disse...

NÃO PRECISA USAR O WORD EXISTE O CELTX, ELE É PRÓPRIO PARA CRIAR ROTEIROS E É GRÁTIS.

Will Morais disse...

Show de bola meu amigo.
É que existam profissionais como você.
Blog Show.

bruno disse...

nas cenas de sexo deve-se descreve-las ?

Anônimo disse...

Bruno, olha eu não tenho certeza, mas vc pode descreve-las, mas acredito que vc só deva indicar, quem vai criar a cena é o diretor, a não ser que seja importante que os atores interprete da forma que vc escrever.

josé carlos santos disse...

MUITO OBRIGADO SEU BLOGGER É EXCELENTE .
MUITO OBRIGADO POR COMPARTILHAR SUA SABEDORIA


Anônimo disse...

amei vc é dimais

Anônimo disse...

Legal cara. Meu pai é ator e conheço um diretor de cinema. Ele disse que faço histórias muito boas e que quando eu crescer(tenho 14 anos) posso me tornar um bom roteirista. Parabéns pelo seu blog!

Anônimo disse...

Gostei muito acho que vou fazer um otimo filme

Anônimo disse...

Eu queria tirar uma duvida: Quando se vai haver uma cena de amor entre os personagens, se escreve detalhado ou somente diz que houve a relação? por favor preciso dessa resposta. Vlw!

Anônimo disse...

Gente eu sou o autor do blog estou preparando um material explicativo sobre as cenas de sexo. Vai demorar um pouco (até domingo dia 8 estará no blog.

Ma já adianto que não é necessário tantos detalhes, a não ser que seja de relevância para você (caso for importante que os atores façam coisas que vc acha necessário)

Anônimo disse...

Muito bom. Obrigado.

Daniel Silva disse...

Opa, eu queria saber como faz quando acorre de ter um narrador falando e as cenas acontecendo ao mesmo tempo. Por exemplo, em um curta dramático onde o narrador "cita um pensamento do ator" enquanto cenas vão acontecendo. Obrigado. :)
Muito bom! Aprendi muito.

Anônimo disse...

O dono do site é homem ou mulher?

Anônimo disse...

O dono do site é homem ou mulher

Anônimo disse...

OQ É COPYRIGHTXXX?

Anônimo disse...

Oi, meu nome é Das Chagas estou tentando finalizar um roteiro sobre um filme que quero produzir, pensei no título GREEN LIFE IN CAREIRO É SOBRE PRESERVAÇÃO DE MEIO AMBIENTE, no filme um grupo de ambientalistas tenta conscientizar os moradores da sede e do interior do município Careiro Castanho sobre a importância de preservar os recursos naturais e o verde, quero também introduzir suspense, pois surge na floresta um ser futurístico com alta tecnologia que tenta destruir o grupo e diz que não tem mais jeito a questão da preservação, eles são perseguidos até o fim e conseguem vencer o oponente,é mais ou menos assim o início da ideia, gostaria que me ajudassem com mais ideias...

Joyce Veloso disse...

Nossa dicas super mais que demais
Valeuuu!